Defina Psicologia jurídica: O que é? Conceito e Significado da Palavra

Você quer que eu defina psicologia jurídica? Seu desejo é uma ordem! O definista vai te mostrar logo abaixo definição, o conceito e o significado da palavra psicologia jurídica, e também o que é psicologia jurídica.

Imagem representando Psicologia jurídica

A psicologia jurídica compreende o estudo, a explicação, a avaliação, a prevenção, a assessoria e o tratamento dos fenómenos psicológicos, comportamentais e relacionais que incidem no comportamento legal das pessoas. Para tal, recorre aos métodos próprios da psicologia científica.

A psicologia jurídica é, em suma, uma área de trabalho cujo objecto de estudo é o comportamento dos actores jurídicos no âmbito do direito, da lei e da justiça. Trata-se de uma disciplina reconhecida por associações e organizações de todo o mundo.

Entre as funções do psicólogo jurídico, destacam-se a avaliação e o diagnóstico das condições psicológicas dos actores jurídicos; a assessoria aos órgãos judiciais relativamente a questões próprias da sua área; a concepção e a realização de programas para a prevenção, o tratamento, a reabilitação e a integração dos actores jurídicos na comunidade ou no meio penitenciário; a formação de profissionais do sistema legal em conteúdos e técnicas psicológicas úteis ao seu trabalho; as campanhas de prevenção social contra a criminalidade; e a assistência às vítimas para melhorar a sua qualidade de vida.

Cabe destacar que a psicologia jurídica abrange diversos âmbitos de aplicação. Aplicada ao direito penal, encarrega-se, por exemplo, de emitir relatórios para juízes e tribunais de acusação e de defesa. Enquanto psicologia penitenciária, estuda a personalidade dos internos (reclusos) de acordo com os métodos psicológicos e avaliando as suas características temperamentais. Nas tarefas de mediação, por outro lado, dedica-se a preparar um contexto adequado para que as partes possam comunicar entre si e tenham maiores probabilidades de chegarem a um acordo.

Separação silábica de psicologia jurídica

O termo Psicologia jurídica possui 18 letras e tem 10 sílabas que estão separadas da seguinte forma:

  • p
  • si
  • co
  • lo
  • gi
  • a
  • ju
  • di
  • ca

Separação silábica da palavra Psicologia jurídica: P-si-co-lo-gi-a-ju-rí-di-ca

Como pronunciar psicologia jurídica

Clique no botão abaixo para ouvir um áudio te ensinando a pronunciar correntamente o termo Psicologia jurídica.



Porquinho Mascote do site
Dicionários