Defina Finanças públicas: O que é? Conceito e Significado da Palavra

Você quer que eu defina finanças públicas? Seu desejo é uma ordem! O definista vai te mostrar logo abaixo definição, o conceito e o significado da palavra finanças públicas, e também o que é finanças públicas.

Imagem representando Finanças públicas

Dá-se o nome de finanças ao estudo da circulação do dinheiro. Este ramo da economia trata de analisar a obtenção, a gestão e a administração de fundos. Já, o adjectivo público/pública diz respeito ao que é comum a toda a sociedade ou ao que é do conhecimento geral.

As finanças públicas são compostas pelas políticas que instrumentam o gasto público e os impostos. É desta relação que irá depender a estabilidade econômica do país e a sua entrada em défice ou excedente.

É também comum o uso de termos como "finanças governamentais" ou também "economia pública".

O Estado é o responsável pelas finanças públicas. O principal objectivo estatal através das finanças públicas é o fomento da plena ocupação e o controlo da demanda agregada.

O Estado intervém portanto nas finanças através da variação da despesa pública e dos impostos. A despesa pública é o investimento que realiza o Estado em vários projetos de interesse social. Para poder concretizar os investimentos, isto é, manter a despesa pública, as autoridades devem assegurar-se de arrecadar impostos, os quais são pagos por todos os cidadãos e pelas empresas de uma nação.

A despesa pública, por outro lado, pode funcionar como estímulo (ou incentivo) do consumo. O Estado está em condições de criar postos de trabalho (empregos), conferindo assim salários às pessoas e dinheiro para despender/consumir.

Assim, podemos resumir as finanças públicas como compreendendo a captação de recursos, a gestão deles e o uso (gasto) desses recursos com o objetivo de suprir as necessidades da população e do Estado.

quem defenda que o Estado deve cuidar da economia gastando o mínimo possível, ou seja, dando prioridades para o que é urgente, regulando o gasto. E também há aqueles que são a favor de que o Estado deve gastar o que for necessário para conseguir atender ao que o público precisa, ou seja, as necessidades básicas e também que o que não fora atendido pelo setor privado.

Regra geral, os impostos estão associados aos rendimentos das pessoas: quanto maiores os rendimentos, mais elevados são os impostos a pagar. Há ainda impostos que são considerados recessivos, que afetam da mesma forma a população com menores rendimentos como as classes altas.

Quando o governo tem o objetivo de fazer ajustes no seu nível de gasto, então é feito o uso de um instrumento conhecido como "política fiscal".

Na realidade, a política fiscal não se trata apenas de um instrumento, mas sim de um conjunto de ações do governo para ajustar esses níveis de gasto.

Basicamente, essas ações se resumem a duas coisas feitas pelo governo: a realização de cortes das despesas ou o aumento delas (objetivando a manutenção dos serviços do setor público) e o aumento ou a diminuição dos impostos.

E em muitos países essa política é essencial para a distribuição de renda. No caso do Brasil, comumente se tributa quem ganha mais e aqueles que ganham menos acabam recebendo de forma direta ou indireta alguma transferência. Essa prática, inclusive, é motivo de muitas discussões.

Separação silábica de finanças públicas

O termo Finanças públicas possui 16 letras e tem 6 sílabas que estão separadas da seguinte forma:

  • fi
  • nan
  • ças
  • bli
  • cas

Separação silábica da palavra Finanças públicas: Fi-nan-ças-pú-bli-cas

Como pronunciar finanças públicas

Clique no botão abaixo para ouvir um áudio te ensinando a pronunciar correntamente o termo Finanças públicas.



Porquinho Mascote do site
Dicionários